Teletrabalho – UFCD 10759 | Algarve

Programa 100% financiado que tem como principal foco o reforço da capacitação digital das empresas, nomeadamente dos seus colaboradores, dotando-os das competências necessárias para um mundo e mercado de trabalho cada vez mais digital.

Gratuito

Registar interesse

Objetivos
Programa
Metodologia de Formação e Avaliação
Formador
Destinatários
Condições de Participação
Contactos

Objetivos

  • Reconhecer o enquadramento legal, as modalidades de teletrabalho e o seu impacto para a organização e trabalhadores/as.
  • Identificar o perfil e papel do/a teletrabalhador/a no contexto dos novos desafios laborais e ocupacionais e das políticas organizacionais.
  • Identificar e selecionar ferramentas e plataformas tecnológicas de apoio ao trabalho remoto.
  • Adaptar o ambiente de trabalho remoto ao regime de trabalho à distância e implementar estratégias de comunicação, produtividade, motivação e de confiança em ambiente colaborativo.
  • Aplicar as normas de segurança, confidencialidade e proteção de dados organizacionais nos processos de comunicação e informação em regime de teletrabalho.
  • Planear e organizar o dia de trabalho em regime de teletrabalho, assegurando a conciliação da vida profissional com a vida pessoal e familiar.

Programa

  • Teletrabalho
    • Conceito e caracterização em contexto tradicional e em cenários de exceção
    • Enquadramento legal, regime, modalidades e negociação
    • Deveres e direitos dos/as empregadores/as e teletrabalhadores
    • Vantagens e desafios para os/as teletrabalhadores e para a sociedade
  • Competências do/a teletrabalhador/a
    • Competências comportamentais e atitudinais – capacidade de adaptação à mudança e ao novo ambiente de trabalho, automotivação, autodisciplina, capacidade de inter-relacionamento e socialização a distância, valorização do compromisso e adesão ao regime de teletrabalho
    • Competências técnicas – utilização de tecnologias e ferramentas digitais, gestão do tempo, gestão por objetivos, ferramentas colaborativas, capacitação e literacia digital
  • Pessoas, produtividade e bem-estar em contexto de teletrabalho
    • Gestão da confiança

– Promoção dos valores organizacionais e valorização de uma missão coletiva

– Acompanhamento permanente e reforço de canais de comunicação (abertos e transparentes)

– Partilha de planos organizacionais de ajustamento e distribuição do trabalho e disseminação de boas práticas

– Identificação de sinais de alerta e gestão dos riscos psicossociais

    • Gestão da distância
      • – Sensibilização, capacitação e promoção da segurança e saúde no trabalho

– Reorganização dos locais e horários de trabalho

– Equipamentos, ferramentas, programas e aplicações informáticas e ambientes virtuais (trabalho colaborativo)

– Motivação e feedback

– Cumprimento dos tempos de trabalho (disponibilidade contratualizada)

– Reconhecimento das exigências e dificuldades associadas ao trabalho remoto

– Gestão da eventual sobreposição do trabalho à vida pessoal

– Controlo e proteção de dados pessoais

– Confidencialidade e segurança da informação e da comunicação

– Assistência técnica remota

    • Gestão da informação, reuniões e eventos (à distância e/ou presenciais)
    • Formação e desenvolvimento de novas competências
    • Transformação digital – novas formas de trabalho
  • Desempenho profissional em regime de teletrabalho
    • Organização do trabalho
    • Ambiente de trabalho – iluminação, temperatura, ruído
    • Espaço de e para o teletrabalho
    • Mobiliário e equipamentos informáticos – condições ergonómicas adaptadas ao novo contexto de trabalho
    • Pausas programadas
    • Riscos profissionais e psicossociais

– Salubridade laboral, ocupacional, individual, psíquica e social

– Avaliação e controlo de riscos

– Acidentes de trabalho

    • Gestão do isolamento

Metodologia de Formação e Avaliação

  • Formação à distância dinamizada através da Plataforma Moodle – Learning Management System (LMS), como plataforma de aprendizagem;
  • A formação será desenvolvida numa perspetiva teórica-prática com a utilização de uma metodologia formativa ativa (assente na exploração de situações reais, exercícios práticos e simulações) devidamente ajustada aos objetivos e conteúdos programáticos;
  • Obtenção de um Certificado de Qualificações mediante avaliação positiva e assiduidade mínima exigida (90%).

Formador

Vanessa Nascimento
Consultora e formadora em áreas de liderança, tecnologia, transformação e reorganizações das Organizações. Vice-Presidente de um dos pilares do Ecossistema Tecnológico Algarvio (TechHub) a Associação de Empresários de Tecnologia, Algarve Evolution. Embaixadora das Geek Girls Portugal (Comunidade de Mulheres na Tecnologia), facilitadora na comunidade Agile Connect Algarve e mentora em programas de E-STEAM. É Mestre em Neurociências Cognitivas e Neuropsicologia.

Destinatários

  • Ativos/colaboradores das empresas;
  • Adultos (> 18 anos) empregados em empresas com habilitação igual ou superior ao 3º ciclo (9º ano de escolaridade);
  • Local de trabalho na Região do Projeto.

Condições de Participação

  • Inscrição mediante indicação por parte da empresa;
  • Ter local de trabalho na região pertencente ao Projeto;
  • A ANJE reserva-se o direito de não iniciar as formações nas datas previstas, caso não exista um mínimo de 15 formandos por turma;
  • Atribuição de subsídio de alimentação no valor de 4,77€/dia, apenas nas sessões de formação com a duração de 3 horas, mediante assiduidade e fora do horário de trabalho, mediante apresentação de declaração comprovativa do mesmo.

 

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this